Cuidados com gestante: Doula.

Toda gestante de alto risco precisa de cuidados !E o melhor quando é em sua residencia.

O programa F&C gestante care agrega diversos cuidados para o bebe e para gestante de alto risco e baixo risco ate seu parto e pós parto.

  Gestante de Alto risco 

  • Quando a mulher tem problemas de saúde crônicos ou se surge alguma complicação durante a gravidez que possa colocar a saúde da mãe, do bebé ou própria continuação da gravidez, a gestação é considerada de risco precisando de cuidados mais próximo  com profissionais qualificados e melhor seja em sua residência.   Se a sua gravidez é de risco, independentemente da causa que lhe está associada, há um conjunto de cuidados que deve respeitar para salvaguarda do seu bem estar de seu bebé.


        Gravidez de baixo Risco

  • Uma gravidez de baixo risco é uma gravidez em que não é possível identificar, após avaliação clínica, nenhum fator acrescido de doença materna, fetal e/ou neonatal.

    A identificação do risco é realizada através da avaliação clínica, laboratorial e
    imagiológica, durante a pré-conceção ou em qualquer momento durante a gravidez precisando de cuidados até o fim da gestação.

   CUIDANDO DO SEU BEBÊ

Toda criança precisa de cuidados. O melhor é quando eles podem acontecer no próprio lar.

O programa F&C Baby Care agrega diversas formas de atenção domiciliar em saúde para crianças de qualquer faixa etária. Desde os pequenos recém-nascidos aos adolescentes, todos podem se beneficiar de um cuidado especial.

Suporte que Oferecemos 

  • Maternidade em Casa  Após Alta Hospitalar
  • Orientação à amamentação e aos cuidados nos primeiros dias de vida por enfermeiras graduadas.
  • Cuidados com o recém-nascido, incluindo o bebê prematuro.
  • Procedimentos e cuidados especiais domiciliares.
  • Curativos, medicações injetáveis, oxigênio.
  • Reabilitação por equipe especializada em pediatria.
  • Fisioterapia, Fonoterapia, Terapia Ocupacional, Nutricionista.
  • Atendimento para cuidados específicos pós-alta hospitalar.
  • Quadros agudos (pneumonia e bronquiolite, outras infecções, traumatismos, etc)
  • Reabilitação por equipe especializada em pediatria.